O Conector de Envio! ou Send Connector! esse conector é bastante falado, muito usado e, PASMEM! POUQUÍSSIMO CONHECIDO! em minha jornada como consultor já tive a oportunidade de pegar muitos problemas com envio de mensagens, acredito que vocês já passaram por tantos também!

Sempre quando um problema acontece não apenas os administradores, mas, toda a organização sente na pele o efeito de um “Conector de envio” configurado de forma incorreta, ou afetado por outros produtos da topologia de uma rede.

Nesta serie sobre Exchange Server 2019 apresento a todos vocês o nosso querido “Conector de Envio” ou ainda “Send Connector”

Pipeline de transporte

Ue??? não era Conector de Envio? Minhas orelhas já estão esquentando aqui! Brincadeira a parte, é impossível falar sobre os conectores sem mencionar todo Pipeline de transporte que são as etapas que a mensagem passa para poder ser enviada da sua organização ou recebida por ela.

O Conector de envio é um gatilho, um start para que todo o fluxo de envio de mensagem possa ser realizado!

O pipeline de transporte trabalha com os seguintes itens de configuração:

  • Front End Transport Service –
  • Transport Service
  • Mailbox Transport Service

Vamos focar essa postagem no envio de mensagens da organização para a própria organização ou o mundo externo.

Processo de Envio da Mensagem

Basicamente o ocorre no Mailbox Transport Service, conforme imagem abaixo:

Mailbox Transporte Service

O processo de envio de e-mail não é um mistério, ao menos não deveria ser! infelizmente poucos conseguem descrever os passos que uma mensagem percorre até sair da organização.

  1. No Outlook ou no Webmail o usuário digita a Mensagem e clica no botão enviar
  1. Na caixa de saída dos usuários o serviço de transporte da caixa de correio coletará a mensagem selecionando o melhor serviço de transporte.
Caixa de saída para serviço de transporte

3 O serviço de Transporte – Esta etapa é muito importante e é dividida entre o envio interno e o envio externo, ou seja, existe um processo para cada tipo de envio, vamos adiante:

3.1 Envio Interno – Quando a mensagem é direcionada para o usuário interno o serviço de transporte enviará a mensagem para o serviço de entrega de transporte da caixa de correio no servidor de caixa de correio do destino, internamente os servidores conversam entre si, lembram, não necessita de conector conforme já mostrei em nossa ultima postagem, você pode ler aqui.

A imagem abaixo mostra o sentido de um envio em um único servidor, a mensagem sai da caixa de correio do remetente o serviço de transporte de caixa “Mailbox Transport” destinará a mensagem via transport para a caixa de correio do destinatário.

Envio interno em um único servidor

3.2 Envio Externo – Em caso de envio externo a mensagem usará o conector de envio correto e enviará diretamente para a internet ou o proxy por meio o serviço FET (Set-SendConnector <name> -FrontEndProxyEnabled $ true)

O envio externo por sua vez existem duas características importantes de serem citadas, o envio sem a Opção Outbound Proxy ativada e com a opção Outbound Proxy ativada…

Na imagem abaixo temos uma visão de como a mensagem é enviada com a opção de Proxy ativada no conector de envio e sem a opção de proxy ativada

Fonte: https://docs.microsoft.com/pt-br/exchange/exchangeserver/media/a672122e-435c-4e81-bd03-8f1643829e59.png?view=exchserver-2019

Com o Serviço de Proxy desativado a mensagem é coletada pelo Mailbox transport Submission Service, o transport service, recebe a mensagem em seguida e transmite a mensagem para o mundo externo, ou seja, a mensagem e enviada logo no Transport Service. os passos são os seguintes:

  1. O serviço de envio de transporte de caixa de correio usa RPC para recuperar a mensagem de saída do banco de dados de caixa de correio local.
  2. O serviço de envio de transporte de caixa de correio usa SMTP para enviar a mensagem para o serviço de transporte no servidor de caixa de correio local ou em um servidor de caixa de correio diferente.
  3. No serviço de transporte, o conector de recebimento padrão chamado ” _ <nome>de servidor de caixa de correio_padrão” aceita a mensagem.
  4. O que acontece a seguir depende da configuração do conector de envio:
    • Padrão: o serviço de transporte usa o conector de envio que você criou para enviar a mensagem para a Internet.
    • Proxy de saída: o serviço de transporte usa o conector de envio que você criou para enviar a mensagem para o serviço de transporte de front-end no servidor de caixa de correio local ou em um servidor de caixa de correio remoto. No serviço de transporte de front-end, o conector de recebimento padrão chamado ” _ <nome>do servidor de caixa de correio do_proxy de saída” aceita a mensagem. Os serviços de transporte de front-end enviam a mensagem para a Internet.

Com a Opção de Proxy habilitada a mensagem e levada até o FrontEnd Transport para apenas após isso ser envida

Qual o motivo de habilitar o proxy no conector de saída?

É simples, desta forma você nobre administrador pode consolidar e simplificar o fluxo de e-mails na organização, fazendo que as mensagens de entrada e saída entrem e saiam de sua organização pelo mesmo local, por isso o Conector de recebimento!

Como habilitar o proxy no conector de saída

Usar o Eat para configurar conectores de envio para emails de saída de proxy

No centro de administração do Exchange (Eat), você só pode configurar conectores de envio existentes para emails de saída de proxy.

  1. No Eat, navegue até conectores de enviode fluxo > de email, selecione o conector de envio e clique em Editar !
  2. Na guia geral , na seção status do conector , selecione proxy no servidor de acesso para cliente e clique em salvar.

No Power Shell você deve executar o seguinte Cmmdl

Set-SendConnector -FrontEndProxyEnabled $true

Conclusão

O Conector de saída é parte de um todo, ele definitivamente não trabalha sozinho!

Logo mais estarei trazendo como realizar a rastreio de logs e resolução de problemas do conector de envio, neste momento e importante que todos saibam um pouco da teoria para que na hora de resolver os problemas tenhamos mais solidez nas atividades relacionadas.

O processo de saída e entrada de mensagem na organização é complexo e depende de uma serie de fatores, topologia e configurações realizadas.

Recomendo que estudem bastante DAG, que iremos abordar em breve aqui no site, Transporte de Borda, Topologia de links, Topologia de Active Directory, ativos de rede etc…

O Envio de mensagem é um dos principais motivos que existem serviços de correio, sem envio de mensagem não existe o recebimento, sem envio e recebimento para que teríamos serviço de correio?

Todas as configurações em algum momento se falam entre sí, então entender como funciona a arquitetura de correio é fundamental para trabalharmos em alto nível com a ferramenta Exchange Server.

Logo iniciarei as postagens sobre Exchange Server hibrido com O365, ai voltaremos neste assunto para tratar sobre o envio e recebimento de mensagem em um ambiente hibrido.

Referencias

https://docs.microsoft.com/en-us/exchange/mail-flow/mail-routing/mail-routing

https://docs.microsoft.com/en-us/previous-versions/office/exchange-server-2010/bb232209(v%3dexchg.141)

https://www.signorellidenis.com/pt/